Fabíola Gadelha quebra o silêncio sobre prisão do ex: “Não me abalei”

Fabíola Gadelha quebrou o silêncio e falou pela primeira vez sobre a prisão de seu ex-companheiro Paulinho Paraibano. Ele foi preso no início de maio por envolvimento com tráfico de drogas em Manaus (AM).

Após sete anos de amor, o casal se separou em 2016, o apresentador do registro disse que ela não ficou abalada com a prisão. “Na verdade, depois que terminei o relacionamento, não tivemos mais contato.

A separação não é fácil, mas é uma questão pessoal, ele disse em entrevista ao programa“ TV Fama ”nesta segunda-feira (12), estou com muito ciúme, mas nossa separação não tem nada a ver com isso.

“Rabo de arraia” disse sentir pena da família de Paulinho, “estou muito triste porque sinto muito pela família dele, uma família estruturada. Ele é uma pessoa muito amorosa.

Infelizmente não considerou a família e suas consequências, mas não tenho nada a ver com isso, tá certo? não há nada que eu possa fazer “, continuou ele, apesar de estar ao meu lado, ele tem um bom modelo.

Tantos que não fez nada de errado quando estava ao meu lado, porque sabia que eu seria a primeira pessoa a reclamar, não precisava ele poderia ter levado uma vida honesta.

Não sei por que ele participou, mas não posso entrar em detalhes porque é problema dele, por fim, Gadelha disse que não ficou chocada com a notícia. “Digo-te: Deus me protege.

Porque assim como lamento o seu arrependimento, lamento também muitos outros presos, acho que no meu trabalho, quando me sinto envergonhada, é esta humilhação que os faz Houve reflexão e até pesar.

Confesso que não fui afetado porque quem procurava o encontrou ”, concluiu, Pedro Paulo Militãoda Silva, conhecido pelo apelido de Paulinho Paraibano, foi um dos presos em Manaus por tráfico de drogas.