Enfermeira rouba vítima do covid-19 para aplicar o golpe

Ainda no meio desta pandemia que estamos enfrentando existe pessoas que tentam se dar bem de qualquer jeito e de forma errada trazendo transtornos para famílias das vitimas quem contrairão o Covid-19.

E desta vez não foi diferente, lá em Nova York, no Hospital de Staten Island University Hospital North, uma enfermeira de 43 anos de idade, que trabalhava na parte responsável pela UTI de doenças infecciosas a mais de 10 anos, roubou o cartão de crédito de um paciente que estava entre avida e morte.

Segunda amigos da enfermeira, o tal paciente estava no estado terminal, que o paciente n tinha nem uma possibilidade de continuar vivo e seus familiares não tinham sidos avisados , por que não deixaram nem um contato pessoa para a administração do hospital.

O paciente se chamava Anthony Catapano, o caso do paciente era muito delicado porque ele precisava respirar por aparelhos respiratórios e os médicos não tinham mais o que fazer para o paciente.

A enfermeira Danielle Conti, foi presa em um posto de gasolina aonde ela estava colocando gasolina em seu carro com o cartão do paciente e antes disso ela tinha passado no super mercado e feito compras.

O hospital esta sujeito a ser processado pela família do paciente e a enfermeira poderá ser mandada embora do seu serviço. Segundo profissionais da área, casos como este, acontece muito e principalmente em residencias em que os enfermeiros passam a maioria do dia cuidando os pacientes enfermos.

Um caso parecido aconteceu na cidade de Denver, em que uma senhora acabou falecendo pelo Covid-19 e sua cuidadora aproveitou o momento e levou da casa da idosa uma aliança de ouro no valor de 70 mil e cartão de crédito da vitima. 

A cuidadora levou o objeto a uma loja de penhores e vendeu a aliança, logo após foi ao supermercado para fazer compras com o cartão da vitima que foi aonde a policia conseguiu rastrear o cartão. Logo após do acontecido a família da vitima demitiu a cuidadora que só se passava por uma ladra.