Enfermeira de 24 anos do Recife morre após pedir remédio para cólica e receber injeção de ressuscitação cardiopulmonar

Na cidade de Pernambuco, no estado do Recife, uma jovem enfermeira que acabou perdendo sua vida. Logo após tomar um medicamento errado para seu uso. Este caso aconteceu em uma das Unidade de Saúde da região.

Aonde a profissional trabalhava, a enfermeira tinha 24 anos de idade, e estava trabalhando cerca de um mês neste hospital. A enfermeira trabalhava no bloco cirúrgico do hospital dos serviços de Pernambuco (HSP).

Hospital onde está localizado na Zona Norte do Recife, conforme informações bem como detalhadas pelos seus familiares, conta que a enfermeira estava em horário de serviço quando começou a sentir fortes dores.

Imediatamente a enfermeira foi até a farmácia do hospital, e solicitou um remédio que poderia combater as fortes dores de cólica menstrual que ela estava sentindo e ao invés de receber uma pilula ela recebeu uma injeção.

A profissional recebeu uma dose de noradrenalina, medicamento no qual é usado para estimular uma ressuscitação cardiopulmonar, em entrevista com alguns enfermeiros do hospital, um dos funcionários que não quis ter a identidade revelada.

Confirmou a declaração da família de Adriana, pois até o momento  não se sabe o certo se o erro foi no momento a aplicação da injeção ou foi o erro do medicamento posto na enfermeira pelos funcionários que estavam no local naquele momento.

Em nota o hospital omitiu um comunicado confirmando a morte da enfermeira Adriana, na nota o comunicado revela que a enfermeira faleceu logo após “o uso de medicamentos intravenosos”, mas não relataram maior detalhes.

A morte de Adriana foi relata na última quinta-feira dia 04 de fevereiro, o corpo da enfermeira foi enterrado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista no Grande do Recife.

O hospital abriu uma sindicância para apurar ainda mais informações para determinar a medidas circunstâncias para qual foi o motivo do óbito da enfermeira.