Diagnosticado com Covid-19, dono da Havan criticou isolamento e causou aglomerações; mãe dele está na UTI

O empresário Luciano Hang, dono da rede Havan, é conhecido em todo o país e foi hospitalizado após receber o diagnóstico de Covid-19. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Na tarde desta terça-feira dia 18 de janeiro, além dos defensores declarados do presidente Jang Bolsonaro, a esposa e mãe do empresário também sofrem da doença – esta última está em um estado mais vulnerável.

Porque faz parte da população com alto risco de coronavírus. Segundo o jornal, Regina Modesti Hang, 82, também morava com o filho e a filha no Hospital Sancta Maggiore, no Morumbi.

Porém, o quadro da idosa era mais grave e ela estava internada em unidade de terapia intensiva (UTI), nos últimos meses, Luciano Hang se envolveu em várias polêmicas sobre a situação de pandemia que o Brasil vive.

Contrariando as restrições e medidas de isolamento social, os empresários começaram a duvidar dos efeitos da doença. “Quantas pessoas aqui estão infectadas com o coronavírus? Duas?

Cerimonia de posse do novo ministro da Justiça, André Mendonça, no Palácio do Planalto.Sérgio Lima/Poder360 29.042020

Bem, quantas pessoas têm problemas sérios com o coronavírus? O empresário disse em uma gravação mostrada aos funcionários em novembro:“ Abrimos a porta e alguém estava falando com o caixa. Os clientes trabalham juntos diretamente e está tudo bem. “

No mês seguinte, quando a cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, decidiu suspender as atividades desnecessárias por cinco dias, o Fome se envolveu em outra disputa.

Na ocasião, empresários protestaram contra a decisão e promoveram o encontro. Há alguns meses, mais precisamente em outubro, quando a pandemia do coronavírus grassava no Pará.

A Hangzhou Airlines chegou a abrir mais uma loja, e a inauguração da filial de Belém gerou um encontro inédito. Diversos vídeos veiculados nas redes sociais impactaram o número de pessoas no site.