Deu ruim! Casamento em meio à pandemia acaba de forma inesperada: ‘Vergonha’

Nas redes sociais está repercutindo um casamento ocorrido nesta semana.

Antes era considerado algo comum de acontecer em nosso cotidiano, porém isso acabou se tornando algo totalmente inadmissível.

Isso se dá ao fato de que a atual pandemia da covid-19, gerou diversos comportamentos de conduta na sociedade.

Um desses exemplos é a utilização de máscara fora da residência, esse fato não era considerado comum para os brasileiros, porém, é comum em países asiáticos.

Um dos outros comportamentos, seria o distanciamento social, além do fechamento de diversas empresas.

Esse casal decidiu não adiar a cerimônia de casamento, pois pensaram que estaria tudo bem, porém eles acabaram sofrendo represálias da população ali presente.

O acontecido foi no estado da Bahia.

Ao sair da igreja o casal foi recebido com vaias pela vizinhança da igreja.

O casal rapidamente saiu do local, porém os vídeos mostram os gritos das pessoas ao fundo como: “Vergonha” ,”mais de 20 mil mortes por Covid-19” e “irresponsáveis”.

Essas foram algumas das falas as pessoas que estavam lá para criticar a cerimônia de casamento.

Além é claro dos noivos, os poucos convidados que lá estavam, aparecem na filmagem sem o uso de máscaras, objeto considerado essencial na proteção do coronavírus.

Diversas opiniões surgiram na internet sobre o assunto.

Várias pessoas questionaram o prefeito da cidade de Salvador do governador do Estado sobre o funcionamento do espaço religioso aberto e celebrando casamentos normalmente.

Teve pessoas que defenderam a missão da situação diziam que haviam pouca gente no local, logo não se tratava de uma aglomeração intensa.

É possível ouvir um dos convidados questionando se o número de mortos estaria condizente com a realidade: “20 mil? Aonde mesmo?”

De acordo com as autoridades, foi descartada qualquer irregularidade na cerimônia.

Mas a igreja será notificada, para que viaja o uso de máscara das pessoas que frequentaram local.

Pois diversos municípios decretaram a obrigatoriedade do uso de máscaras.