Corpo de Policial desaparecido é encontrado em comunidade; ele foi torturado antes de morrer

A busca pelo soldado desaparecido Leandro Patrocínio, foi dada como encerrada na manhã desta segunda-feira (07/04), nas mão da Polícia de São Paulo. Leandro foi visto pela última vez, estação Sacomã (Linha-2 Verde do Metrô), e seu último contato com pessoas conhecidas, foi com sua esposa, e após isso não se viu mais seus rastros.

Ele atuava em um batalhão localizado na Rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo. Seu horário de atuação, começava por volta as 5h00 da manhã, mas o soldado não foi visto no batalhão, e então foi dado como desaparecido. O trabalho de buscas por Leandro, foi feito até mesmo através de helicóptero, que sobrevoou a região de  Heliopólis, que é conhecida como uma das maiores comunidades da cidade de São Paulo.

A morte de Leandro foi confirmada na manhã desta segunda-feira (07/06), após a polícia ter encontrado seu corpo, em um terreno na comunidade de Heliópis. As informações foram confirmadas, pela assessoria de imprensa do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, que informa que o caso agora é tido como um assassinato.

De acordo com os investigadores do caso, o policial teria sido rendido, torturado e morto por criminosos da região. O que se pensa até agora, é que talvez os criminosos tenham identificado Leandro como policial, e decidiram dar cabo nele por precaução caso ele tenha ido até a região para investigar movimentos dos criminosos.

Até o momento, três suspeitos foram identificados pela polícia, que acredita que o crime tenha sido realizado por mínimo cinco pessoas. A polícia pediu o decretamento da prisão preventiva dos suspeitos, que até o fechamento desta reportagem, ainda não foram levados pela polícia.

“É com pesar que a Polícia Militar informa, que o corpo encontrado na Comunidade Heliópolis zona sul de São Paulo é do Soldado PM Leandro Martins Patrocínio, sendo confirmado pela Polícia Civil.”, diz um comunicado da PM de São Paulo.