“Deixa eu ir com Jesus” Disse o piloto da lancha antes do passeio em Capitólio; seu relato antes do acidente levam todos às lágrimas

Passados um dia desde a tragédia que vitimou 10 pessoas em Capitólio, pouco a pouco, começamos a conhecer a história dessas pessoas que perderam suas vidas precocemente com a queda do paredão de pedra. Dentre eles está o piloto da lancha que foi atingida pelo paredão.

Rodrigo Alves dos Anjos era marido de Marileide, pai de Millena e avô de Maria Alice. Segundo sua esposa, Rodrigo era um verdadeira amante da navegação e possuía muita experiência além de vários cursos na área.

LEIA TAMBÉM:  Vidente que previu morte de sertaneja diz que dupla famosa sofrerá tragédia: ‘Acidente de carro’

Segundo sua filha Millena o pai “suas maiores paixões eram as embarcações e a família, principalmente a neta”.

No sábado, antes de partir com os turistas para o passeio, Rodrigo não estava na lancha que foi atingida. Rodrigo estava em outra embarcação, mas pediu para trocar “porque queria ir com Jesus(nome da embarcação atingida)”.

Na lancha chamada Jesus, Rodrigo levava nove pessoas, sendo que cinco eram da mesma família e as outras quatro pessoas eram amigas da família. De acordo com o jornal O Tempo, Rodrigo que era casado há quase 25 anos estava morando em Capitólio justamente pelo amor às embarcações.

LEIA TAMBÉM:  Caso Lara: Parente próximo pode ter envolvimento com o crime e novos detalhes provocam reviravolta no caso

Os corpos das 10 vítimas que estavam na lancha de nome “Jesus” foram encaminhados para o IML(Instituto Médico Lega) da cidade de Passos onde foram identificados pela Polícia Civil de Minas Gerais.

A família de Rodrigo, até o meio da tarde, estava apreensiva nos corredores do IML aguardando a liberação do corpo para realização do sepultamento do piloto.

LEIA TAMBÉM:  Namorada de Conrado se manifesta publicamente, pede desculpas a Aleksandro e expõe segredo guardado a 7 chaves