Conhecido como Doutor Anjo, jovem médico morre vítima da Covid-19 e irmã comove em desabafo: ‘Lutou até o fim’

A pandemia do novo corona vírus, assola o nosso mundo a mais de um ano. Centenas de milhares de pessoas tiveram as vidas ceifadas, por essa tão terrível doença. A vida dos profissionais da saúde, nunca esteve em um grau de risco tão grande, pois eles são os responsáveis por atuar na linha de frente da Covid-19, e as vezes acabam ficando expostos ao vírus e se contaminando.

O jovem médico Gilian Vitor Reis, de 28 anos, era bastante conhecido em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. O profissional da saúde, foi um dos milhões de contaminados pelo vírus, e ficou cerca de um mês internado em um hospital. Gilian teve seu pulmão fortemente afetado pela doença, e acabou não resistindo às diversas complicações da mesma.

A irmã do jovem médico, foi entrevistada pelo G1, e contou que seu quadro clínico, piorou muito quando ele apresentou uma pneumonia, que impactou diretamente sua intubação. “Teve pneumonia e, de lá para cá, não teve melhora. Ele lutou até o final para não precisar ir para a UTI e ser entubado, pois, sabia de todos os procedimentos que passaria. Mas não teve jeito, os pulmões não respondiam ao tratamento”, conta.

O médico se formou no ano de 2018, e trabalhava na linha de frente contra a Covid-19, desde outubro do ano passado em Salvador. O médico eram alguns dos profissionais da saúde, responsáveis pela Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A situação crítica de Gilian na UTI, gerou uma forte comoção entre amigos, familiares e pacientes que já haviam recebido os cuidados do jovem médico. O profissional da saúde, recebeu as orações de diversas pessoas, e seu apelido na unidade de saúde, era doutor anjo.

O Brasil, conta com mais de 17 milhões de infectados, onde 15 milhões se recuperaram da doença, e mais de 474 mil já perderam a vida.