Com medo da noiva morrer, médico se casa com influencer em UTI; jovem melhora milagrosamente horas depois

O doutor Felipe Lemos e a influenciadora digital Thamyris Larissa participaram de uma cerimônia inusitada e estabeleceram uma relação matrimonial. Devido a problemas pós-operatórios. 

A jovem deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Belo Horizonte (MG) devido ao câncer, a doença de Thamyris foi descoberta há três anos.

Nessa época, ele se apaixonou por Felipe, e juntos decidiram dar o primeiro passo no relacionamento e ficaram noivos em agosto do ano passado, o casal originalmente esperava realizar a cerimônia no início de 2021.

Mas alguns eventos inesperados acabaram mudando seus planos, Devido à doença, Thamyris teve que consertar parte de seu peito com placas de titânio. Alguns meses depois, a peça falhou e precisou ser substituída.

As agulhas cirúrgicas cederam, resultando em infecções bacterianas, exigindo reinternação. O tratamento incluiu antibióticos e a infecção foi controlada, o casal decidiu viajar por causa da pandemia que impediu o casamento.

Durante o passeio, o pino se abriu pela segunda vez, desencadeando uma nova infecção bacteriana, desta vez a infecção é mais grave. “Ela precisava relaxar e descansar.

Felipe lembrou que no meio dessas férias, depois da virada do ano, a circuncisão recomeçou de forma ridícula, Thamyris deve ser operado novamente, de forma mais nítida do que a operação anterior.

Dada a gravidade do problema, a prótese de silicone da mama precisa ser retirada. A bactéria entrou no sangue da pessoa afetada, levando à boa saúde na UTI, preocupado com a vida de seu companheiro.

O médico tomou decisões importantes para sua vida. Ele comprou um paletó novo, tirou a aliança de casamento que havia comprado e depois foi para seu amado quarto para estabelecer um vínculo matrimonial com sua parceira.

Thamyris estava tão animado que ficou surpresa com essa atitude. A atitude do ente querido não só ajuda a melhorar sua saúde mental, mas também traz importante recuperação física. “Combina a dor física da doença, a dor psicológica da hospitalização e a dor da noiva.

A noiva não estava no altar no dia planejado. Quando o Felipe entrou, eu não entrei e comecei a chorar . O mais surpreendente dessa história é que Thamyris melhorou muito depois do casamento, foi liberada pelo CTI menos de 24 horas após o casamento.

“Não previ e os resultados não foram legais. Logo depois, uma enfermeira disse que meus exames haviam sido normalizados”, relatou emocionada. A pessoa afetada não recebeu outra cirurgia e não tem planos de receber alta. No entanto, ela tem contado com o dia em que deixou a secretaria de saúde para ir ao altar e finalmente colocar o vestido de noiva dos seus sonhos.