Caso Heloísa: mãe da garota aparece em foto polêmica dias depois da morte; laudo descartou afogamento

O caso da bebê Heloísa, de apenas 1 ano e 2 meses de idade, tem repercutido muito nos últimos dias. O caso é que bebê teria supostamente se afogado na piscina da casa, em que morava com a mãe a avó materna, e que sua mãe a havia encontrado já sem vida. Porém um laudo pericial feito na última semana, descartou a possibilidade de afogamento, e isso dá novas possibilidades a respeito da morte da criança.

A mãe da criança, que é menor de idade e foi identificada apenas como Carol, alega que a filha caiu na piscina em um momento de descuido, porém alguns familiares desconfiam da versão dos fatos, dada pela jovem. O caso vem sendo muito discutido, no programa Cidade Alerta da Rede Record, que informa que a pequena Helô sofreu traumatismo raquimedular e que a mãe e avó materna, que moravam com Heloísa em Juquitiba, não querem dar entrevista.

André Devitte, advogado de Carol e sua mãe, falou para a equipe do Cidade Alerta, que as duas mulheres alegam que a criança pode ter sofrido a lesão após cair dentro da piscina. Entretanto, o avô materno da pequena Heloísa, diz duvidar da própria filha.

A avó paterna enviou fotos ao Cidade Alerta em que a mãe de Heloísa aparece em uma festa 15 dias depois da morte trágica da bebê. A mulher acusa a ex-nora de não sofrer pela morte da própria filha de 1 ano e dois meses. O advogado explicou a situação ao Cidade Alerta.

“O fato de existência de luto não priva o relacionamento social das partes. Inclusive, isso é orientado por parte dos psicólogos e dos psiquiatras, que haja sim um relacionamento social para que haja diminuição do luto” , afirmou o advogado. A morte da criança ainda é um mistério, mas a Polícia Civil segue investigando.