Casal encontrado morto no carro foi amarrado e queimado vivo; a mulher estava grávida “A dor é imensa, não sobrou nada”

Na zona rural de Colorados (SP), uma mulher Grávida e um homem foram encontrados queimados em um carro, de acordo com investigações policiais, quando o suspeito jogou gasolina e incendiou o carro.

O casal ainda estava vivo e amarrado, após identificar o veículo, a família grávida identificou Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 anos, e Ely Carlos dos Santos, de 39 anos.

No entanto, a identidade do cadáver só pode ser determinada após os resultados do teste de DNA não terem sido concluídos, o material genético está sendo analisado em um laboratório dedicado.

O carro com o corpo foi encontrado no dia 17, mas somente após a prisão dos quatro suspeitos é que se confirmou que a vítima foi queimada até a morte nesta quinta-feira dia 29 de outubro.

Os detidos são três homens de 19, 35 e 38 anos e uma mulher de 36 anos, a mulher foi detida na prisão de Nanhadera, enquanto os homens foram detidos na prisão de Penápolis.

A detenção temporária é válida por 30 dias, durante o interrogatório, o homem e a mulher de 19 anos assumiram a responsabilidade pelo crime conjunto, os outros presos negaram envolvimento.

“A vítima estava grávida há quatro meses e uma das suspeitas era casada, o representante explicou que sua esposa havia assumido as atividades conjuntas e também estava grávida.

A polícia investigou as três principais causas do crime: vingança, crime passional e dívida com drogas, “Allen e Ely Carlos vão arcar com dívidas com os traficantes presos, outro ponto é que Ellen.

Se recusa a abortar o filho previsto na relação extraconjugal, Paulo de Tarso pode ter mais gente envolvida em atividades criminosas: seu papel é o mesmo do jovem de 19 anos, ou seja, jogar gasolina na vítima ”.