Cantor da cena do rock nacional morre de Covid-19 e público fica em lágrimas: ‘Vá em paz’

A pandemia do novo corona vírus, todos os dias surpreende o mundo com vítimas fatais. Já são mais de 270 mil mortes pela doença, somente no Brasil, e milhões de mortes espalhadas no mundo. Diariamente, vemos a morte de algum artista querido pelo público, provocada por essa terrível doença, que já assola o mundo a mais de um ano.

Famosos como a atriz Nicette Bruno, ou o cantor Genival Lacerda, encontraram seu fim diante da doença. Desta vez, comunicamos com muito pesar, a morte do cantor Fabrício Asriel, mais um vítima do novo corona vírus. Asriel ficou conhecido por ser integrante da banda Mano Crispin, por vários anos de sua carreira, e por apresentar shows com grandes bandas da cena do Rock Nacional.

O cantor, tinha 42 anos de idade, e faleceu na tarde desta quarta-feira (10/03). O artista havia recebido seu diagnóstico positivo a poucos dias, mas devido as complicações da doença, não resistiu e veio a falecer. Ele estava internado desde o dia 03 de Março, no Hospital Natan Portela, no Pauí, com 90% dos pulmões comprometidos.

Os fãs e amigos do cantor, ficaram muito comovidos, e através das redes sociais, demonstraram o carinho que tinham pelo artista. Foi uma morte surpreendente, já que segundo investigações, Fabrício não tinha comorbidades, e não fazia parte do grupo de risco, que tem uma taxa de risco de morte mais elevada do que as outras pessoas.

Internautas que foram pegos de surpresa, sobre a morte do artista, deixaram suas últimas palavras em sua homenagem: “Que tristeza“, comentou um deles. De acordo com o site Cidade Verde, Fabrício, que fez apresentações ao lado de bandas de rock nacionais como Jota Quest, Os Raimundos, Biquini Cavadão, O Rappa e Charlie Brown Jr; bandas de muito renome no cenário do rock nacional.