Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos vítima de câncer

A luta árdua do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, chegou ao fim na manhã deste domingo (16/05). O prefeito lutava contra um câncer na região do fígado, desde 2019, mas foi diagnosticado com um quadro irreversível em seu último boletim médico divulgado pelo hospital. Bruno Covas morreu por volta das 8:20 da manhã, aos 41 anos de idade.

O prefeito estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 2 de maio, quando teve se licenciar do cargo de chefe do Executivo da capita paulista para se dedicar ao tratamento da doença. Na última sexta-feira (14), o quadro de saúde do político teve um grande agravamento.

“O Prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento”, iniciou a nota emitida pela Prefeitura de São Paulo.

Quando a doença chega a um estado avançado com a de Covas, tudo o que se pode fazer, é amenizar a dor do paciente com analgésicos e anestésicos, e esperar pela sua morte. O prefeito afastado, estava sendo acompanhado por familiares e amigos no momento em que sua morte foi confirmado pelos médicos.

Após ter seu diagnóstico divulgado, um padre chegou realizar uma visita ao político, para fazer a unção dos enfermos, um sacramento praticado na religião católica. Após isso, religiosos de diversas vertentes, se reuniram na porta da unidade hospitalar, para desejar forças a Bruno Covas, em um evento autorizado pelos familiares do político. O  ato ecumênico,  teve a duração de cerca de meia hora, e ao final um tradicional Pai Nosso foi rezado pelos presentes.

Nas redes sociais, diversas pessoas, desde eleitores até políticos, lamentaram a morte de Covas. “Meus sentimentos aos familiares, amigos e correligionários de Bruno Covas, que nos deixou hoje após travar uma longa e dura batalha contra o câncer. Que Deus conforte o coração de sua família”, escreveu o ex presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

“É com profunda tristeza e pesar que me despeço do meu grande amigo Bruno Covas. A partida precoce de Bruno representa uma lacuna irreparável para São Paulo e para todo o Brasil”, lamentou o presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Milton Leite. Nós do Brasil Quiz, lamentamos a morte de Bruno Covas, e desejamos todas as forças do mundo para sua família e amigos.