Bolsonaro diz que auxílio emergencial não será prorrogado no final do ano

Durante sua live semanal Jair Bolsonaro falou sobre o assunto do auxílio emergencial que tava sendo pago para as famílias de baixa renda, e que não ser a mais prolongado até o fim do ano.

No início desse mês ele veio a falar que iria conseguir prorrogar o auxílio emergencial, mas que não seria com o mesmo valor de R$600, seria com o valor menos de R$300.

O auxílio emergencial iria durar só três meses assim foi e chegamos até aqui deu mais de cinco parcelas, nosso país não tem como se endividar, e não vai ter mais prorrogação.

Como anda crescendo o endividamento e o Brasil perde confiança, mas não quero culpar ninguém, vão pedir auxílio para quem demitido vocês, e quem disse, fique em casa, palavras de Bolsonaro.

O auxílio emergencial foi criado no começo da pandemia, para ajudar as famílias que perderam seus empregos, e que estão de baixa renda, as mães solteiras receberam R$ 12000 para ajudar nas suas casas com as crianças.

Mas o auxílio foi criado para durar três meses de abril a junho, mas foi prorrogado por mais dois meses, mas agora iria ser prorrogado de nova mais Jair Bolsonaro falou que não irá mais ser.

Antes dele encaminhar o projeto para o senado eles queria fazer parcelado de R$200, mas o presidente lutou até conseguir fazer de R$600, para as famílias de baixa renda.

O novo processo do auxílio emergencial teria várias regras para terem certeza para quem irá receber ter mesmo necessidade para receber o benefício, e para deixar tudo em ordem