Bolsonaro divulga fake news sobre Covaxin, e Randolfe rebate o presidente: ‘sempre foi CONTRA a vacina’

O presidente Jair Bolsonaro tem sido muito contrariado em suas opiniões em relação a COVID-19 e a vacinação, o mesmo já chegou a informar que a vacina não teria a eficácia comprovada, o mesmo também já alegou que o uso da Cloroquina seria a melhor forma de combate ao vírus, faro que ainda não foi comprovado cientificamente.

Novamente Jair Bolsonaro usou de suas redes sociais para demonstrar sua opinião a respeito das vacinas, dessa vez o mesmo acabou publicando uma Fake News, envolvendo o contrato de compra do imunizante Covaxin. Após o compartilhamento da noticia, prontamente em resposta a Jair Bolsonaro, o senador Randolfe Rodrigues respondeu o mesmo em tom de protesto. Randolfe chegou a aumentar o tom, dizendo que ele queria a vacina, porém o governo queria propina.

A publicação de Jair Bolsonaro ocorreu logo após a CPI da Covid, cujo envolveu irregularidades na compra do imunizante Covaxin. No seu perfil oficial no Twitter, Bolsonaro acusou fortemente Randolfe, o mesmo afirma que o senador desejava compra o imunizante “sem licitação e sem a certificação da ANVISA”.

Ainda na publicação do seu twitter que já conta  6,8 milhões de seguidores, o mesmo ainda anexou um vídeo do senador, comentando e opinando sobre a possível  necessidade de compra dos imunizantes, no vídeo o mesmo também defende fortemente a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), no vídeo o mesmo claramente pede para que seja acelerado o processo envolvendo a aprovação da Covaxin, dessa forma a vacina seria garantida para o publico brasileiro, ocorrendo uma possível aceleração na imunização.

Vale lembrar que a ANVISA é o órgão que também se responsabiliza pelo controle de vacinas, ou seja por meio dela podemos receber ou não certas doses de vacinas de empresas aprovadas, sem ela muitas vacinas não seriam aprovadas ou não viriam com segurança para ser feita a aplicação.

Porém um detalhe deve ser ressaltado,  a gravação é de pouco tempo atrás, e foi feita após um anúncio do governo sobre a compra do imunizante. Após a polêmica publicação de Jair Bolsonaro, Randolfe comentou prontamente sobre o assunto, e o mesmo se declarou a favor de que a imunização seja feita de forma mais rápida possível, seja qual for sua origem ou empresa responsável.

O senador ainda dirigiu diversas explicações sobre o vídeo divulgado pelo presidente, no comentário ele ressalta só ter feito o vídeo pois o atual governo “sempre foi CONTRA a vacina”. Além disso, Randolfe ainda disparou, e informou que seu objetivo é que todos brasileiros tenham acesso a vacina para se imunizarem o mais rápido possivel.