Auxílio Emergencial: Novo projeto prevê prorrogação até abril; valores e maiores informações são divulgados

O auxílio emergencial é um dos benefícios surgidos durante a pandemia do coronavírus. Como a pandemia afeta grande parte da renda dos brasileiros, o governo federal oferece benefícios.

Mais de 5 milhões de brasileiros podem usar o dinheiro. Primeiro, o plano deve durar apenas três meses, mas acabou sendo estendido até o final de 2020, com isso, o povo brasileiro tem grande expectativa de que esse benefício continue em 2021.

Embora o atual governo e sua equipe econômica tenham afirmado reiteradamente que devido à acumulação, essa situação não será mais possível em termos de endividamento.

Vários políticos discordam dessa posição e esperam ampliar seus interesses novamente este ano, por isso, o deputado representante de Chiquinho Brazão (Avante-RJ) propôs um projeto para estender os benefícios até abril deste ano.

O valor do parcelamento é de 600 reais. Ele declarou que a extensão dessa obra era necessária porque esse benefício ajudou várias famílias brasileiras e reduziu a pobreza, mesmo que temporariamente.

Além disso, ele destacou que isso teve um impacto positivo na economia, e muitos estados, municípios e pequenas empresas locais já arrecadaram. O projeto foi proposto pela Câmara dos Deputados.

Para que tenha efeito, precisa de muita aprovação da maioria dos políticos, a partir de abril de 2020, o pagamento será de 600 reais nas cinco primeiras parcelas e de 300 reais nas quatro últimas.

O atendimento emergencial terminou em 31 de dezembro do ano passado. Em entrevista à Agência Câmara, Brasso reiterou a importância da ajuda para que as famílias não piorem durante a pandemia.