Arrombamento, captura e grande revelação: os bastidores da prisão de Queiroz, amigo da família Bolsonaro

Ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz foi preso nesta quinta-feira 18 de junho de 2020, no interior de São Paulo mais precisamente em Atibaia.

O mandado foi solicitado pela justiça do Estado do Rio de Janeiro em uma investigação que visa desdobrar e a apuração de um esquema chamado de “rachadinha”.

Na investigação, pelo que consta, filho do Presidente da república, que atualmente é deputado estadual, devolvia parte de seu salário e o dinheiro em questão era lavado através Gilmar loja de chocolate e investimento em imóveis.

Queiroz, foi preso, pois estava com incidentemente em um dos móveis de Frederick Wassef que é o advogado da Família Bolsonaro.

Até às 9 horas, da data de hoje, a defesa de Queiroz não se pronunciou sobre o assunto.

Depois de sua prisão, ex-assessor, foi ao Instituto Médico Legal e logo em seguida foi para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil.

De acordo com o ministério público do Rio de Janeiro, foi solicitada a prisão de Queiroz, pois ele segundo denúncias, estaria cometendo crimes além de estar fugindo interferindo em provas, porém sabe isso é realmente é verdade, ou uma farsa da mídia querendo menosprezar a família Bolsonaro.

Foto de risada também, pela justiça carioca, a prisão da mulher de Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar.

o Wassef, além de defender Flávio, ele defende também o presidente Jair Bolsonaro, perante o caso em que o político levou uma facada durante sua campanha eleitoral em 2018, e defendeu também a família do presidente no caso do porteiro.

O advogado concedeu uma entrevista no dia 28 de Abril, e relatou que está presente com a família presidencial diariamente:

…“Eu estou no dia a dia aqui com o presidente e com a família Bolsonaro. Eu conheço tudo que tramita na família Bolsonaro”