Ao vivo, Datena DETONA Bolsonaro, após repórter sofrer agressão por manisfestante que apoiava o presidente

Lamentavelmente a violência contra os jornalistas é algo que não tem fim no Brasil, pois, com o avanço da internet e das redes sociais, as pessoas estão buscando formas alternativas e mais confiáveis, para buscarem por informações, devido ao fato de que muitas emissoras mentém, além de deturpar completamente a realidade vivida pela população.

Principalmente em tempos de coronavírus, onde, a realm missão de muitas emissoras, é causar pânico na população, como é o caso da Rede Globo, por exemplo.

Porém o episódio da vez aconteceu com a emissora de TV Band.

Nesta segunda-feira 18 de maio, Datena ficou bastante bravo, com uma situação onde uma repórter estava envolvida.

Pois ela havia sido agredida no último domingo, 17/05/2020, quando estava fazendo uma entrada ao vivo, e foi atingida em cheio por uma bandeira, que era segurada por uma mulher.

Ela foi atacada por uma manifestante, que estava lá em protesto favorável ao presidente da república.

Clarissa Oliveira, estava ao vivo em rede nacional, no momento do ataque.

José Luiz Datena, não pegou leve com suas argumentações no Brasil Urgente, sobre esse tipo de atitude dos manifestantes para com os jornalistas.

Ele inclusive voltou a criticar Jair Bolsonaro, pelo incentivo das pessoas de irem as ruas e participarem de manifestações.

 “Agredir a nossa repórter com uma bandeira brasileira é uma demonstração de que não tem nada de democracia nisso aí. Pelo contrário, é desrespeito total a uma cidadã que está realizando o seu trabalho e desrespeito total à nação brasileira, porque a bandeira é o nosso símbolo”, disse Datena.

Repórter agredida com bandeirada durante manifestação em Brasília ...

“Escutem o que eu estou dizendo: vai sair morte já já por causa dessa animosidade que nós temos”, finalizou o jornalista sobre o tema.

Fica aqui o nosso repúdio com esse tipo de agressão, ainda que a emissora noticiem fake news, nada justifica um ato de agressão, para isso existem as autoridades competentes.