Adolescente morre em casa após receber alta, e médico da UPA é afastado em Cascavel

Segundo os familiares da vítima, Cristian Rodrigues de Oliveira, de 14 anos, foi encontrado no Pronto Socorro Tancredo (UPA) e em Casca, oeste do Paraná, Cascavel morreu em casa após receber alta do hospital.

O caso foi registrado nesta quarta-feira dia 11 de novembro, de acordo com a Associação Municipal de Consamu da Província de Samu Oeste, o médico do paciente foi removido preventivamente da UPA.

Durante a investigação do caso até que a condição do paciente fosse identificada, segundo a mãe de Cristian, Lourdes Rodrigues Oliveira, seu filho ainda estava muito doente poucas horas após sua libertação.

“Se o médico não manda-se ele embora, ele ainda estaria vivo, uma criança com febre e vômitos e o médico soltou? Isso não está certo, a mãe disse:“ Espero que eles consigam justiça. “

O paciente foi internado previamente e recebeu alta de um hospital privado nesta quinta-feira dia 5, para tratar inflamação renal causada por infecção bacteriana, a secretaria de saúde de Cascavel.

Que administra a enfermaria, solicitou a retirada do médico, e a comissão interna vai apurar se há falhas no serviço, depois de receber alta do hospital, a família voltou para casa e a mãe de Cristian encontrou o filho morto no quarto.

Segundo a UPA, o paciente deu entrada no hospital às 2h50 desta quarta-feira com febre, dor de cabeça e vômitos, ele foi encontrado, sob exame, em uso de medicação e em observação.

“Ele ajudou a todos, agora, nós o perdemos e ninguém acredita que ele se foi”, suspirou a mãe, segundo a unidade, por volta das 7h30 da manhã, ele foi reavaliado e teve alta hospitalar por melhorar sua saúde.

Segundo a prefeitura, o município sempre disponibilizou os recursos necessários para manter a escala de profissionais e medicamentos, o corpo de Christian foi levado para o Instituto de Direito Médico (IML), em Cascavel.