‘Achava que eu era doente’: o dia em que Silvia Abravanel descobriu que era adotada

Silvia Abravanel foi um grande alvo na mídia esses últimos dias, e só por causa do sua ignorância, que aparenta ter, e ter maltratado funcionários em seu programa no SBT O Bom Dia e Cia, e veio até pedir demissão da emissora.

Muitas pessoas não sabem sobre a vida em que ela vive, quando ela era recém nascida, e foi abandonada no hospital e depois foi para o orfanato, onde ficou pouco tempo até ser adotada.

A artista, que cresceu sem conhecer os pais biológicos, acabou sendo adotada por Silvio Santos e sua primeira esposa, Maria Aparecida Vieira, onde cresceu e teve sua família sem ser biológico mais teve sua mãe e seu pai.

Na época, Silvio e a esposa, que eram pais apenas de Cíntia, tinham o desejo de ter novos filhos, mas enfrentavam problemas para engravidar, sendo assim resolveram ir até um orfanato para ver as crianças recém nascidas.

O dono do SBT conheceu Silvia e adotou a bebê em seus primeiros dias de vida, muito linda se apaixonaram ao ver aquela pequena menininha, e levaram para sua casa e cuidaram bem dela, como se fosse sua própria filha.

Entrevista concedida ao programa Eliana, anos atrás, Silvia Abravanel contou como descobriu que era filha adotiva, e ela levou um susto ao saber da verdade de seus pais, e como ela foi deixada no hospital por sua mãe verdadeira.

Eu acho que tinha uns 6, 7, 8 anos, por aí, e eu ouvia esse termo de uma das minhas irmãs. Eu achava que eu era doente, porque eu entendia ‘você tem adotiva, você tem adotiva’”, revelou a apresentadora.

Ela achava que isso era uma doença grave, era pequena não entendia muito bem o que isso significava, até que seus pais sentaram e explicaram para ela o que isso significava dae ela entendeu tudo bem certo.