XBiotech argumenta que plasma convalescente contra covid-19 é ‘seguro e eficaz’

Nesta segunda-feira dia 24 de agosto, a empresa XBiotech em um comunicado confirmou, que os Estados Unidos liberaram uma autorização para o uso emergencial do plasma convalescente contra o novo Coronavírus.

Neste comunicado a companhia diz que, com isso, poderá passar sua tecnologia de monitoramento de anticorpos para identificar este plasma, o presidente Donald Tramp já havia feito o pronunciamento sobre o uso emergencial do tratamento no fim de semana.

A empresa comentou que colaborou com a BioGridge Global para desenvolvimentos de testes a fim de detectar com precisão anticorpos humanos presentes no sangue de pacientes que atacam especificamente o vírus do covid-19.

Com as empresas que estão trabalhando a partir de pacientes que venceram a doença, a empresa BioGridge utiliza o plasma convalescente para produzir produtos com sangue naturalmente imune com tratamento para pacientes hospitalizados com o vírus.

Conforme a XBiotech, dados preliminares mostram que o plasma é seguro e eficaz no tratamento contra o covid-19, com uma taxa de sobrevivência de 35% observada nos pacientes 30 dias após eles receberem o tratamento.

Além desse tratamento, ela cita que aproximadamente 70 mil pacientes receberam este tratamento até agora, mas todos sem sinal de risco trazido por ele, “o momento de quando usá-lo no paciente, se seria no paciente mais grave ou em quem está começando os sintomas, é uma das questões.”

A cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde, (OMS), Soumya Swaminathan, afirmou que há estudos sobre o plasma convalescente para o tratamento do covid-19, mas ressaltou que apenas um deles foi publicado e não apresentou resultados conclusivos.

Os critérios destes pacientes, para saber qual evoluíram mal ou não, também, de quem o plasma seria coletado, pacientes graves ou leves, são muitas variáveis dentro desse tipo de estudo, e que precisam ser controladas.