Vídeos mostram família minutos antes da queda do avião no Paraná Não sobrou nada

Uma das vítimas da queda do avião causou a morte da família Goioerê, no noroeste do Paraná, que postou na rede social o momento em que embarcou no avião na manhã desta terça-feira dia 29 de dezembro. 

As imagens foram feitas por volta das 6h30 e, de acordo com a Polícia Militar (PM), o monomotor bateu por volta das 8h na zona rural de Mato Rico, região central do estado.

O avião foi encontrado destruído em Makoko Hanoi, na comunidade rural de Bela Vista, segundo o Ministério da Defesa Civil, um casal e duas filhas morreram.

Segundo a RPC, a vítima foi Valdecy Cruzeiro, que pilotou o avião, Luciana Brito Cruzeiro e sua filha Beatriz Brito Cruzeiro tem 23 e 18 anos, não há informações oficiais sobre a causa do acidente.

Algumas pessoas suspeitam que o acidente aconteceu por causa da tempestade que atingiu a área no início da manhã. Moradores viram o avião voando em baixa altitude e ouviram o acidente.

Um amigo de Valdecy disse ao G1 que o empresário voa há mais de 20 anos e costuma viajar para o litoral do estado com a família, a Polícia Militar informou que o avião voava de Goioerê até o litoral do Paraná.

O monomotor deve pousar em Paranaguá por volta das 9 horas da manhã. A família vai passar o Ano Novo em Guaratuba. Segundo o Registro da Embraer, o monomotor Cessna 177B pertence a Valdecy Cruzeiro.

Que possui uma loja de material de construção, segundo a RAB, a aeronave está em aeronavegabilidade normal e foi adquirida em setembro deste ano, de acordo com o Instituto de Direito Médico (IML), na área onde ocorreu o acidente, o corpo deve ser levado ao IML em Guarapuava.