Por essa a Globo não esperava! Bolsonaro cumpre promessa de campanha e dá ‘golpe’ incisivo na emissora de Roberto Marinho

Jair Bolsonaro, presidente da república realmente não brinca quando o assunto é Rede Globo, pois nesta quarta-feira dia 12 de agosto, o jornal Folha de S. Paulo apresentou ao seus leitores um artigo relacionado a divisão das verbas do Governo Federal.

Aonde é destinados aos canais de televisão, emissora Rede Globo foi a que mais perdeu, mesmo liderando no quesito audiência, contando com sua média diária maior que a RecorTV e SBT juntas.

A emissora de Roberto Marinho teve uma redução de 39% para 16%de participação nas divisão das verbas, uma queda em cerca de 60%em comparação de 2018, durante o mandato de Michel Temer.

A RecordTv, enquanto isso contou com um aumento de 31% para 43% já o SBT de 30% para 41%. Pois vale ressaltar que tanto Edir Macedo e Silvio Santos, donos dos respectivos canais, são apoiadores de Bolsonaro.

Conforme o Jornal Folha de S. Paulo, a Secom alegou que o numero de audiências apresentados pela aferição IBOPE não foram o único critério para a distribuição da verba.

Pois um dos motivos foi o perfil do público de cada empresa e o curso das inserções também teria sido considerados pelo órgão. O ministro da comunicação, Fábio Farias, tem tentado, sem sucesso, melhorar a situação entre Bolsonaro e a emissora Rede Globo.

Fábio tenta isso desde quando assumiu a pasta em junho, porém as constantes pautas jornalísticas do canal atacando o governo tem dificultado um estreitamento desta relação.

Porém a cobertura incisiva do jornalismo do canal em relação ao governo com críticas diretas ao presidente e a seus filhos parlamentares dificulta uma possível trégua.