‘Pedi para ela descansar’, diz mãe da menina que morreu após enfrentar a 3ª leucemia

Yasmin Marques Brito é uma menina de apenas 8 anos que lutou muito contra uma leucemia rara, ela foi infectada três vezes, depois de mais de um ano de luta, ela finalmente descansou.

Desde o final de novembro, ela está internada no Hospital Graacc, em São Paulo, estima-se que mesmo com todo o suporte e cuidados médicos para a manutenção da vida, a chance de cura é inferior a 50%.

Yasmin foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda (LMA) em março do ano passado, as doenças que matam meninas geralmente afetam pessoas com mais de 55 anos.

Depois de vencer cinco sessões de quimioterapia, a doença foi aliviada e não havia sinais de mais atividade no sangue, apesar de tudo parecer estar bem, a doença reapareceu em janeiro deste ano.

Com a recorrência do câncer, a família da menina teve que se apressar para encontrar um doador de medula óssea 100% compatível, foram procurar a irmã mais nova de Yasmin, segundo a mãe dela, esta era geneticamente idêntica.

Esse detalhe é questão de Deus, no dia 7 de março após a operação, veio à tona a notícia da cura de Yasmin, o que despertou a alegria de parentes e amigos, porém, após alguns meses, a possibilidade de recorrência da doença é pequena.

A mãe de Yasmin, Daniela Cristina Marques de Araujo Brito, fez uma declaração comovente nas redes sociais que a filha está no paraíso e tem o direito de ir a uma festa para a entreter.

A mãe concluiu: “Ela venceu a batalha e resistiu muito, surpreendeu inúmeras vezes os médicos, pedi-lhe que descansasse e descansasse em paz. Irei logo,” a mãe agradeceu a todos que reservaram um tempo para orar.