Motivo da queda do avião de Gabriel Diniz é revelado e causa revolta

Gabriel Diniz próspera carreira, explodiu a canção “Jennifer”, que é uma das canções mais quentes do carnaval de 2019, morreu aos 28 anos em um acidente aéreo.

Antes do sucesso de “Jennifer”, gravou o hit “Paraquedas” com Jorge e Matteus, e “Acabou, fim” com Wesley Safado, o acidente aéreo ocorreu em maio de 2019.

O relatório final do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes de Aviação (Cenipa) da FAB nesta quinta-feira dia 29 de outubro revelou a causa do acidente do cantor.

Além de Gabriel Diniz, os dois pilotos Linal Xavier e Abraão Farias também morreram, no entanto, de acordo com relatório do Cenipa, apenas Linaldo Xavier exerceu o controle da aeronave.

Praticou ações julgadas erradas na operação do oleoduto Cherokee PT-KLO, erros esses que deram origem ao acidente, ainda de acordo com Senipah, o piloto não avaliou totalmente os parâmetro.

Operacionais da aeronave e decidiu voar em condições climáticas totalmente desfavoráveis ​​para a operação da aeronave, o avião que transportava Gabriel Diniz caiu no assentamento de Porto Mato.

No estado de Sergipe, em 27 de maio de 2019, pilotos, planejamento de voo e tomada de decisões, além de todos esses fatores, também foi descoberto que a aeronave não estava equipada com radar meteorológico.

Não poderia voar de acordo com as “regras de voo por instrumentos”, segundo registros, Linaldo Xavier tem apenas 3h50m de experiência de vôo e licença de piloto privado, ele só pode voar em rotas que forneçam condições visuais estritas.

O Cenipa entende que “a não observância dos procedimentos previstos para manter as condições visuais de voo acarretará em alto risco de acidentes para a aeronave”, o que é fundamental para a queda da aeronave.