Homem de 48 anos morre a caminho de seu segundo dia de trabalho depois de ficar 3 meses desempregado em SP

Arnaldo Novares de Oliveira ficou desempregado durante três meses, e quando ele arrumo um novo emprego muito feliz indo para o seu trabalho no seu segundo dia foi parado por  assaltantes que lhe deu um tiro na cabeça por não entregar seu celular.

Depois de passar três meses desempregado Arnaldo de 48 anos estava esperando o ônibus para seu segundo dia de trabalho quando um carro passou e informou o assalto pedindo seu celular e como Arnaldo se recusou a entregar o aparelho levou um tiro na cabeça.

Os policiais confirmaram que ninguém foi preso no local, por latrocínio roubo seguido de morte, o crime aconteceu nesta terça-feira dia 21 de julho de 2020 na cidade de São Vicente no litoral de São Paulo.

Os bandidos depois de atirarem em Arnaldo fugiram sem levar nada, os habitantes chamaram a policia que isolou o local e socorreu a vítima que morreu antes da ambulância chegar.

Sua família informou que a vítima Arnaldo Novares de Oliveira era uma pessoa muito calma não mexia com ninguém e só vivia para trabalhar e cuidar sua mãe e suas três filhas.

A policia informou que os suspeitos usaram um carro roubado no assalto, eles tentaram encontrar o carro na área continental de São Vicente e pela manhã encontraram o carro utilizado pela dupla.

A pericia tentou tirar do interior do veiculo digitais dos adolescente, com isso localizaram eles no bairro Quarentenário que após serem pesos pela PM foram indiciados ao 3º distrito policial de São Vicente, os policiais investigam mais uma terceira pessoa envolvida.

Uma pessoa honesta como Arnaldo que vivia para ajudar sua mãe e filhas foi baleado em sua cabeça por assaltantes esperando o ônibus para seu segundo dia de serviço .