Faustão celebra os 95 anos da mãe, dona Cordélia, e comemora: ‘Superou o Covid’

Faustão tratou com cuidado a sua vida pessoal, perdoando-se no Domingão em reconhecimento à sua mãe, D. Cordélia, de 95 anos, a anfitriã falou sobre os desafios que a mãe feminina enfrentou em sua vida e comemorou seu infortúnio recente: Covid-19.

“Raramente falo sobre minha vida pessoal neste programa, não comemoro meu aniversário do meu jeito, mas hoje é um dia especial, então vou pedir permissão aos meus colegas e amigos aqui, e vou explicar por quê.

Imagine uma família rica nascida nas décadas de 1920 e 1930, de repente, aos 12 anos, seu pai engenheiro e fazendeiro estava em uma situação financeira muito boa, ele morreu aos 40 anos.

“Esta menina tem outras três irmãs órfãs de pai, porém, ela, a mãe e as três irmãs ainda lutam com todas as dificuldades, ela conseguiu falar 4,5 línguas na vida, elogiou tao, ela também é casada com um economista e tem seis filhos.

Em sua vida mostrou várias maneiras de ser mãe, no aniversário de sua mãe, o anfitrião demonstrou sua força e a elogiou, “esta mulher hoje tem 95 anos, estou a falar da minha mãe.

A professora Cordélia Moraes Correia Silva, que voltou a pintar há 8 anos e mostrou que isto é tudo na vida. Andar por aqui tem de enfrentar altos e baixo, sempre teve firme convicção, determinação, tranquilidade, sobriedade e ainda mais.

A senhora de 95 anos que hoje comemora tirou positivo para coronavírus e venceu Covid para ver se Dona Cordelia não tem força e bênção. Homenagem deve ser feita “.

Nesses 60 anos de casamento, ela tem uma bela história, hoje, essa mulher está com 95 anos, estou falando da minha mãe, a professora Cordria Morees Correa Silva, que voltou a pintar há oito anos.