Bárbara Mori, a Rubi, fala sobre raspar a cabeça, câncer e mudança de carreira em entrevista

A atriz uruguaia é famosa pela novela mexicana Rubi Entrevista de Barbara Mori para o programa “Tal de Atores Professional” da RCN, apresentado por Óscar Uriel.

Na entrevista de quase uma hora, Bárbara falou sobre sua carreira, contando sobre seus importantes papéis em séries, filmes e romances, incluindo seus papéis e experiências de vida pessoal.

Na conversa com Uriel, o que foi muito interessante é que ao falar sobre seu trabalho no filme Cosas Insignifcantes de 2004, a atriz interpretou a mãe de um menino que teve diagnóstico de câncer.

Cabeça em busca de apoio para o tratamento da criança, Bárbara disse que está chegando a hora de raspar a cabeça em reais e não em etapas, o que surpreendeu os produtores.

Ela disse que chorou muito no local, que é muito forte, mas há um sentimento de liberação, Mori disse que alguns meses antes do início da gravação, ela havia comentado que queria cortar o cabelo bem curto.

Mas seu agente a aconselhou a não perder nada enquanto esperava o projeto, para ela, a cena é uma excelente oportunidade para fazer o que ela quiser, a atriz da novela Ruby também comentou que a gravação desse filme precisa de uma pausa.

Ela foi diagnosticada com câncer de colo do útero na época, por isso este trabalho é tão bom para ela, o diagnóstico é precoce e não há necessidade de quimioterapia, mas todo o pano de fundo da história.

O cabelo raspado fazem com que sua personagem se desenvolva melhor, além disso, ela também comentou como foi difícil sua infância e como fez sua primeira aparição na TV na novela Mirada de Mujer.

Com a ajuda do ex-marido Sergio Mayer, ela se encontrou com alguém da Televisa, contato, pegue o jornal, ela não teve contato com a indústria das artes cênicas e aprendeu tudo na prática.

Não havia curso prévio naquela época. Só depois ele começou a se dedicar à pesquisa em artes cênicas. Com o passar do tempo, Bárbara Mori se encontrou e escolheu um trabalho compatível com ela e seu tempo, os romances que ela desistiu em 2004 não sentiu nenhuma culpa, pois ocuparam muito tempo para ela, mesmo ficando no estúdio o dia todo.